Piso nacional de R$ 7,3 mil para enfermeiros ganha apoio de 1 milhão de internautas

Piso nacional de R$ 7,3 mil para enfermeiros ganha apoio de 1 milhão de internautas

Na internet, até hoje (29/07),  quase um milhão de pessoas já deram assinatura em defesa da aprovação do piso salarial para enfermeiros do Brasil, que prevê salário de até R$ 7,315,00 para esses profissionais de saúde, a partir de jornadas de 30 horas semanais. Pelo andamento, sem duvida, o número de internautas que vão assinar o documento passará da meta de um milhão. 

De acordo com as informações da Agência Senado, as assinaturas estão no portal E-cidadania. O projeto de lei (PL) 2.564/20, do senador Fabiano Contarato, que prevê a implantação do piso para os enfermeiros, tramita no Senado e pode ser analisado pelo plenário na volta do recesso.

Por meio das redes sociais, Contarato fez um apelo pela votação da proposta, pedindo para os parlamentares darem uma resposta aos enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, pontuando a realidade que essa classe sofre mediante sua atuação na linha de frente da Covid-19.

“Sabe quantos enfermeiros perderam a vida só nesta pandemia? Oitocentos e trinta e oito. Cinquenta e sete mil enfermeiros foram contaminados. Eles estão pagando com a própria vida. Então, vamos dar uma resposta, porque esses profissionais não querem ser chamados de heróis. A dignidade salarial é uma realidade que tem que se impor para esses profissionais”.

Receba nossas notícias por e-mail: Cadastre aqui seu endereço eletrônico para receber nossas matérias diariamente

Enquanto isso, a senadora Zenaide Maia, que é relatora, ponderou que há recursos disponíveis para o pagamento dos valores pretendidos.

“A gente já mostrou que com essa reforma tributária tem sim de onde tirar os recursos e a própria constituição já diz no seu artigo sétimo, inciso cinco, que é possível, sim, os trabalhadores têm direito a um piso salarial conforme a extensão e a complexidade do seu trabalho”, disse ela, segundo o portal do oficial do Senado.

Sobre o PL

O texto do PL 2564/20 defende que o piso salarial dos enfermeiros tenha por referência sete vezes a mais do atual salário-mínimo. Enquanto isso, os técnicos de enfermagem devem receber, pelo menos, 70% desse valor referencial de sete salários-mínimos (R$ 5,1 mil). Já os auxiliares de enfermagem e parteiras, 50%, correspondente a R$ 3,6 mil.

Estes valores são baseados numa jornada de 30 horas semanais e são válidos para União, Estados, Municípios, Distrito Federal e instituições de saúde privadas.

Participe também: Grupo de WhatsApp e Telegram para receber notícias da enfermagem diariamente.

Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão da Agência de notícias do PGE é levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o universo da enfermagem. O leitor tem acesso ilimitado às reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados e produzidos, de forma independente, pela redação da Instituição. Sua reprodução é permitida, desde que citada a fonte. O PGE é o principal responsável pela especialização de enfermagem no Brasil. Muito obrigado por escolher a Instituição para se informar.

Redes Sociais

Atendimento

Atendimento de segunda a quinta-feira das 08:00h às 18:00h e sexta-feira das 08:00h às 17:00h (Exceto Feriados)

WhatApp (62) 9106-8783 (acesse aqui)

 

 

Endereço

Escritório - Goiás

Rua Benjamin Constant, nº 1491, Centro

CEP: 75.024-020, Anápolis - GO.

Escritório - São Paulo

Rua: Haddock Lobo, n° 131, Sala: 911, Cerqueira César.

CEP: 01414-001 , São Paulo -SP.

Escritório - Rio Grande do Norte

Rua Dr. Poty Nóbrega, 1946 - Edifício Internacional Trade Center, Sala 506.

CEP: 59056-180, Lagoa Nova, Natal - RN.

Fale conosco

Botão Pós Graduação Responsivo

Agenda de Cursos - Inscrições Abertas